Taverna das Lendas

A história de Catrina Muerte

Divulgue a Taverna

 

Catrina Muerte, a lendária de Sacerdote, não é exatamente uma personagem com uma história de impacto na Lore Geral de World of Warcraft. Catrina foi criada para fazer parte do evento “Dia dos Mortos”, de World of Warcraft. Pra muitos jogadores, era simplesmente um PNJ aleatório feito só pra dar missão e pronto. Claro, não deixa de ser verdade que ela só dá missões, MAS… Ela é uma referência deveras importante por ser uma figura da crença mexicana, conhecida como La Catrina. Então, de certa forma, vale mais a pena contar a história da referência, do que da personagem do jogo em si.

 

 

La Catrina, também conhecida como Caveira Garbanceira, tomou lugar no folclore mexicano graças a uma ilustração de Juan Guadalupe Posado, que acabou ficando ainda mais popular com o pintor mexicano Diego Rivera, a ponto de se tornar um elemento fixo daquela cultura. A criação foi simples: Uma caveira colorida e com detalhes chamativos.
Na época de sua criação, ela basicamente era um retrato da tristeza e alegria do povo do México, que estava sofrendo com a crise e diferenças sociais. Havia toda uma questão política envolvida, e eu creio que não vale a pena mencionar tudo aqui pra falar da carta, mas, pra quem gosta de histórias da vida real e cultura, deve valer a pena buscar conhecer.
Hoje em dia muitas pessoas utilizam de La Catrina para tatuagens no corpo sem ao menos saber o real significado, geralmente chamando de “Caveira Mexicana”, mas há uma história interessante por trás pra agregar no conhecimento.

 

Atualmente, o Dia do Mortos no México SEMPRE tem participações dessas caveiras, que são ilustradas de varias formas diferentes hoje em dia. A referencia é tão representativa no país que, inclusive a Blizzard deu a lendária para um jogador mexicano revelar, o próplayer Arreador.
Em homenagem a isso, e certamente toda a história por traz não só do povo Mexicano, mas também de todos que comemoram o dia dos mortos, World of Warcraft recebeu esse evento, e com ele, a PNJ “principal”, digamos assim. Uma morta viva sem olhos, com a parte da Mandíbula sem carne, para lembrar o máximo possível da caveira, vestida com um vestido simples de cor preta, que simboliza o luto, e um chapéu mexicano, o famoso “Sombrero”.

Durante o Evento Dia dos Mortos em World of Warcraft, ela fica dançando com os espíritos, fazendo jus ao momento que ela evoca um lacaio dizendo “Quer dançar com a Morte?”. Com essa dança, o jogador pode interagir numa brincadeirinha, que ao digitar “/Dançar” com a Catrina em alvo, o jogador se transforma num morto-vivo, recebendo uma conquista chamada “Morto Muito Doido”.
E ela também nos dá uma missão simple: “Mortos de Fome”, que consiste em fazer o jogador arranjar um Pão dos Mortos, e entregar para algum espírito no cemitérios das cidades principais das facções, podendo aparecer também nos Esgotos de Dalaran, que por acaso é o cenário da expansão atual. O Pão dos Mortos também é uma certa referência a cultura mexicana, na verdade, tudo desse evento é uma referência. Tendo: Pãos para honrar os mortos, Fantasias que lembram muito lutadores mexicanos para os jogadores brincarem de socar a cara um do outro, Buquê de Cravos-de-Defunto Laranja, para lembrar as flores de cemitério(Curiosamente, esses buquês podem ser usado pelos jogadores para detectar invisibilidade. Os Ladinos sempre pedem nerf nesse evento!), Máscaras de Caveiras, docinhos em forma de caveira, velas de caveiras, uma mascote de marionete de caveira… E mais caveiras.


Pode-se dizer, que Caveira não falta nesse evento, assim como não falta La Catrina Muerte. Aliás, em World of Warcraft, Catrina Muerte, se chama apenas Catrina mesmo. Creio que colocaram o Muerte em Hearthstone, pra que fiquei mais fácil de sacar a referência ao México, mesmo tendo um Sombrero na arte, que já seria suficiente pra notar.

Catrina Muerte se torna uma perfeita representação da atual identidade do Sacerdote do HearthStone hoje em dia: Reviver Mortos, por tanto, das figuras notórias que já pisaram em Dalaran, ela foi uma figura perfeita pra bater com seu efeito. Uma carta de custo 8, com 6 de Ataque e 8 de Vida, cujo efeito é “No final do seu turno, evoque um lacaio aliado morto nesta partida” não é de se jogar fora. Eu mesmo uso ela no meu odiado Big-Priest, junto do Arquimago Vargoth, e é divertido de mais, a menos que soltem uma Bagata neles, mas tudo bem, isso acontece, é a vida… Ou melhor é a Muerte!
Mas e aí, você quer dançar com a morte?…

 


Queremos agradecer ao nosso Colaborador Guilherme GS Benassi por nos enviar essa maravilhosa lore.

Fonte: La Catrina


Divulgue a Taverna
Guilherme Benassi
Um jogador casual que nunca sai do rank 3. Fã de WoW, HS, HotS e da Blizzard em si desde os 13 anos de idade, que vive frustrado contra Mechatun de Bruxo e que é MAIN Caçador no HearthStone e no WoW desde sempre.

Sem Comentários

Deixe uma resposta

Parcerias

Trust Gaming     Discord da Taverna

Confira nossos sorteios e promoções!